Cinema

Última modificação: 10/05/2013

Referências - Cinema


Aqui, você pode encontrar referências bibliográficas classificadas da seguinte forma:

Visão geral
    - História do Cinema
    - Cinema mudo
    - Roteiro
    - Linguagem cinematográfica
    - Neo-realismo italiano
    - Nouvelle vague
    - Cinema Brasileiro
    - Teoria do Cinema
    - Montagem
    - Documentário
    - Cineastas
    - Cinema e Psicanálise
    - Cinema e Semiótica
    - Cinema e Política
    - 'Estrelas' de Cinema
    - Direção de atore
s

Visão geral


AGEL, Henri. Estética do cinema. São Paulo: Cultrix, 1982.

ALMEIDA, Manuel Faria de. Cinema e televisão: princípios básicos. 2.ª edição. Portugal: TV Guia, 1989. 

ANDRADE, Ana Lúcia. O filme dentro do filme: a metalinguagem no cinema. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1999.

ARAUJO, Inácio. Cinema: o mundo em movimento. São Paulo: Scipione, 1995.

AUMONT, Jacques. A estética do filme. Campinas: Papirus, 1995.

BAZIN, André. O Cinema: ensaios. São Paulo: Brasiliense, 1991.

BECKER, Tuio. Sublime obsessão. Porto Alegre: EDUNISC, 2003.

BERNARDET, Jean-Claude. O que é Cinema. 5.ª edição. São Paulo: Brasiliense, 1983.
__________________. Piranha no mar de rosas. São Paulo: Nobel, 1982.

BETTON, Gerard. Estética do cinema. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

BURCH, Noel. Práxis do cinema. Lisboa: Estampa, 1973.

CANEVACCI, Mássimo. Antropologia do Cinema: do mito à indústria cultural. São Paulo: Brasiliense, 1984.

CARVALHEIRO, Manuel. As mutações do cinema: no tempo do vídeo. Lisboa: Livros Horizonte, 1989.

CORRÊA, José Celso Martinez. Cinemação. São Paulo: 5 Tempo, 1980. 

COSTA, Antonio. Compreender o Cinema. 2.ª edição. São Paulo: Globo, 1989.

DELEUZE, Gilles. A imagem-tempo. São Paulo: Brasiliense, 1990.
____________. La Imagem-Movimento: estudios sobre Cine 1. 3.ª edição. Barcelona: Paidós, 1994.

FABRIS, Mariarosaria et al (orgs.). Estudos de Cinema: SOCINE III. Porto Alegre: Sulina, 2003.

GABLER, Neal. Vida, o filme: como o entretenimento conquistou a realidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

GASTAL, Paulo Fontoura. Cadernos de cinema de P. F. Gastal. Porto Alegre: Unidade Editorial Porto Alegre, 1996.

GEADA, Eduardo. Cinema e transfiguração. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.
____________. O poder do cinema. Lisboa: Livros Horizonte, 1985.

GOMES, Paulo Emílio Salles. Crítica de cinema no suplemento literário. São Paulo: Paz e Terra/Embrafilme, 1982. 2 v.

GUTIÉRREZ ALEA, Tomás. Dialética do espectador: seis ensaios do mais laureado cineasta cubano. São Paulo: Summus, 1984.

HAUSER, Arnold. História social de arte e de cultura. Lisboa: Veja, 1989. v. 6: A era do filme.

HAUSTRATE, Gaston. O guia do cinema: iniciação à história e estética do cinema. Lisboa: Pergaminho, 1991.

HENNEBELLE, Guy. Os cinemas nacionais contra Hollywood. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

HOUSTON, Penélope. O cinema contemporâneo. Lisboa: Ulisséia, 1968.

ISMAEL, J. C.. Cinema e circunstância. São Paulo: Desa, 1965.

LAURO Antônio. O Cinema entre nós. Lisboa: Dom Quixote, 1970.

MACHADO, Arlindo. Pré-cinemas & pós-cinemas. São Paulo: Papirus, 1997.

MATTOS, A. C. Gomes de. A outra face de Hollywood: filme B. Rio de Janeiro: Rocco, 2003.

MERTEN, Luiz Carlos. Um sonho de cinema. Porto Alegre: Secretaria Municipal da Cultura, 2004.

MORAES, Vinícius de. O cinema de meus olhos. São Paulo: Schwarcz, 1991.

MORIN, Edgar. O Cinema ou o homem imaginário: ensaio de antropologia. 2.ª edição. Lisboa: Moraes, 1980.

MOSCARIELLO, Angelo. Como ver um filme. Lisboa: Presença, 1985.

NAZÁRIO, Luiz. De Caligari a Lili Marlene: cinema alemão. São Paulo: Global, 1983.
____________. Pier Paolo Pasolini: Orfeu na sociedade industrial. 2.ª edição. São Paulo: Brasiliense, 1983.

NUNES, Pedro. As relações estéticas no cinema eletrônico: um olhar intersemiótico sobre A Última Tempestade e Anjos da Noite. João Pessoa/Natal/Maceió: UFPB, UFRN, UFAL, 1996.
____________. Cinema e poética. Maceió: Trilha Editorial, 1993. 

OROZ, Sílvia. Os filmes que não filmei, Gutiérrez Alea. Rio de Janeiro: Anima, 1985.

PARAIRE, Philippe. O cinema de Hollywood. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

ROCHA, Glauber. O século do cinema. Rio de Janeiro: Alhambra, 1985.

SADOUL, Georges. Dicionário de filmes. Porto Alegre: L&PM, 1993.

SÁ, Irene Tavares de. Cinema em debate: 100 filmes em cartaz. Rio de Janeiro: Agir, 1974.

SOUZA, Enéas de. Trajetórias do cinema moderno. 2.ª edição. Porto Alegre: A Nação, 1974.

TULARD, Jean. Dicionário de cinema. Porto Alegre: L&PM, 1996.

TURNER, Graeme. Cinema como prática social. São Paulo: Summus, 1997.

VANOYE, Francis; GOLIOT-LÉTÉ, Anne. Ensaio sobre a análise fílmica. Campinas: Papirus, 1994.

XAVIER, Ismail. O discurso cinematográfico: a opacidade e a transparência. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.


História do Cinema


ALMEIDA, Milton José de. Cinema: arte da memória. Campinas: Autores Associados, 1999.

BEYLIE, Claude. As obras-primas do cinema. São Paulo: Martins fontes, 1991.

BILHARINHO, Guido. Cem anos de cinema. Uberaba: Instituto Triangulino de Cultura, 1996.

CARNES, Mark (org.). Passado imperfeito: a história no cinema. Rio de Janeiro: Record, 1997.

COSTA, Flávia Cesarino. O primeiro cinema: espetáculo, narração, domesticação. São Paulo: Scritta, 1995.

FARIA, Octavio de. Pequena introdução à história do cinema. São Paulo: Martins, 1964.

FERRO, Marc. Cinema e História. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

GODARD, Jean-Luc. Introdução a uma verdadeira história do cinema. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

GOIDANICH, Hiron Cardoso. Nas primeiras fileiras. Porto Alegre: Unidade Editorial Porto Alegre, 1998.

KRACAUER, Siegfried. De Caligari a Hitler: uma história psicológica do cinema alemão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1974.

LABAKI, Amir (org.). Folha conta 100 anos de Cinema: ensaios, resenhas e entrevistas. Rio de Janeiro: Imago, 1995.

LABAKI, Amir (org.). O Cinema dos Anos 80. São Paulo: Brasiliense, 1991.

LISBOA, Huilton Luiz Silva. Entre a estatueta do Oscar e o Oscar da estatueta. Curitiba: Universidade Tuiuti do Paraná, 2004.

KIAROSTAMI, Abbas. O real, cara e coroa. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

MANNONI, Laurent. A grande arte da luz e da sombra: arqueologia do cinema. São Paulo: SENAC, 2003.

MERTEN, Luiz Carlos. Cinema: entre a realidade e o artifício: diretores, escolas, tendências. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2003.
________________. Cinema: um zapping de Lumière a Tarantino. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 1995.

MORA, Renzo. Cinema falado: as melhores (e as piores) frases do cinema de todos os tempos. São Paulo: Lemos, 2000.

SADOUL, Georges. História do cinema mundial. São Paulo: Martins Fontes, 1963. 3 v.

SCORSESE, Martin; WILSON, Michael Henry. Uma viagem pessoal pelo cinema americano. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.

STEYER, Fábio Augusto. Cinema, imprensa e sociedade em Porto Alegre: 1896-1930. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.

VEILLON, Olivier-Rene. O cinema americano dos anos trinta. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

VIANNA, Antonio Moniz. Um filme por dia: crítica de choque (1946-73). São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

XAVIER, Ismail (org.). O cinema no século. Rio de Janeiro: Imago, 1986.


Cinema mudo


SABADIN, Celso. Vocês ainda não ouviram nada: a barulhenta história do cinema mudo. São Paulo: Lemos, 1997.


Roteiro


CHION, Michel. O roteiro de cinema. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

COMPARATO, Doc. Da criação ao roteiro. 5.ª edição. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.
______________. Roteiro: a arte e a técnica de escrever para Cinema e Televisão. 2.ª edição. Rio de Janeiro: Nórdica, 1983.

EISENSTEIN, Sergei M.. O sentido do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.

FIELD, Syd. Como resolver problemas de roteiro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2002.
_________. Manual do roteiro: os fundamentos do texto cinematográfico. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

HOWARD, David. Teoria e prática do roteiro: um guia para escritores de cinema e televisão. 3.ª edição. São Paulo: Globo, 2002.

REY, Marcos. O roteirista profissional: TV e Cinema. 3.ª edição. São Paulo: Ática, 1997.

SALLES JUNIOR, Walter. Central do Brasil. Rio de Janeiro: Objetiva, 1998.

SARAIVA, Leandro; CANNITO, Newton. Manual de roteiro: ou manuel, o primo pobre dos manuais de cinema e TV. São Paulo: Conrad, 2004.

TORERO, José Roberto; MOURA, Luiz. Como fazer um filme de amor: roteiro. São Paulo: Imprensa Oficial, 2004.


Linguagem cinematográfica


CARRIÈRE, Jean-Claude. A linguagem secreta do cinema. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995.

EISENSTEIN, Sergei M. A forma do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990-2002.

MARTIN, Marcel. A linguagem cinematográfica. São Paulo: Brasiliense, 1990.

METZ, Christian. Linguagem e cinema. São Paulo: Perspectiva, 1980.


Neo-realismo italiano

FABRIS, Mariarosaria. O neo-realismo cinematográfico italiano:uma leitura. São Paulo: EDUSP, 1996. 


Nouvelle vague


VIDAL, Núria. Acossado. Barcelona: Altaya, 1997.


Cinema brasileiro


AB¿SÁBER, Tales A. M. A imagem fria: cinema e crise do sujeito no Brasil dos anos 80. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

ALMEIDA, Paulo Sérgio. Cinema: desenvolvimento e mercado. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2003.

ARAÚJO, Vicente de Paula. A bela época do cinema brasileiro. São Paulo: Perspectiva, 1976.
__________________. Salões, circos e cinemas de São Paulo. São Paulo: Perspectiva, 1981.

AVELLAR, José Carlos. Deus e o Diabo na Terra do Sol: a linha reta, o melaço de cana e o retrato do artista quando jovem. Rio de Janeiro: Rocco, 1995.

BANDEIRA, Roberto. Pequeno dicionário crítico do cinema brasileiro. Rio de Janeiro: Shogun Arte, 1983.

BARCINSKI, André. Maldito: a vida e o cinema de José Mojica Marins, o Zé do Caixão. São Paulo: 34, 1998.

BECKER, Tuio. Cinema gaúcho: uma breve história. Porto Alegre: Movimento, 1986.

BENTES, Ivana. Joaquim Pedro de Andrade: a revolução intimista. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1996.

BERNARDET, Jean-Claude. Brasil em tempo de cinema: ensaio sobre o cinema brasileiro de 1958 a 1966. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967.
__________________. Cineastas e imagens do povo. São Paulo: [S.N.], 1985.
__________________. Cinema brasileiro: proposta para uma história. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.
__________________. Cinema e História do Brasil. São Paulo: Contexto, 1988.
__________________. Historiografia clássica do cinema brasileiro: metodologia e pedagogia. São Paulo: Annablume, 1995.
__________________. O vôo dos anjos: Bressane, Sganzerla. São Paulo: Brasiliense, 1991.

BUTCHER, Pedro. Cinema brasileiro hoje. São Paulo: Publifolha, 2005.

CAETANO, Maria do Rosário. Alguma solidão e muitas histórias: a trajetória de um cineasta brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial, 2004.

CALDEIRA, Oswaldo, SANZ, Sérgio e CALDAS, Manfredo (orgs.).Contribuição à história do curta-metragem brasileiro. Rio de Janeiro: Oswaldo Caldeira, 2003.
___________. Tiradentes: roteiro cinematográfico, comentários e fontes de pesquisa. Rio de Janeiro: Riofilme, 1999. V.1. 

COSTA, Luiz Cláudio da. Cinema brasileiro: anos 60-70: dessimetria, oscilação e simulacro. Rio de Janeiro: Sete Letras, 2000.

CORREA, Ana Paula Barbosa. Vôo cego do ator no cinema brasileiro: experiências e inexperiências especializadas. São Paulo: Annablume, 2001.

FERREIRA, Jairo. Cinema de invenção. São Paulo: Max Limonad, 1986.

GALVÃO, Maria Rita Elieger. Cinema: repercussões em caixa de eco ideológica. São Paulo: Brasiliense, 1983.

GERBER, Raquel. O cinema brasileiro e o processo político e cultural: de 1950 a 1978: bibliografia e filmografia crítica e seletiva: ênfase no Cinema Novo e Glauber Rocha com entradas na área da política e da cultura. Rio de Janeiro: EMBRAFILME, 1982.
____________. O mito da civilização atlântica: Glauber Rocha, cinema, política e a estética do inconsciente. Petrópolis: Vozes, 1982.

GOMES, Paulo Emílio Sales. Cinema: trajetória no subdesenvolvimento. 2.ª edição. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GRÜNEWALD, José Lino. Um filme é um filme: o cinema de vanguarda dos anos 60. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

LUNARDELLI, Fatimarlei. Ô psit!: O cinema popular dos Trapalhões. Porto Alegre: Artes & Ofícios, 1996.
____________. Quando éramos jovens: história do clube do cinema de Porto Alegre. Porto Alegre: Universidade, 2000.

LYRA, Marcelo. Carlos Reichenbach: o cinema como razão de viver. São Paulo: Imprensa Oficial, 2004.

MARTINELLI, Sérgio. Vera cruz: imagens e história do cinema brasileiro. São Paulo: Abooks, 2004.

MELO, Rosana A. Cardoso de. O cinema de Jorge Ileli. Rio de Janeiro: Unilivros, 1988. 

MERTEN, Luiz Carlos. Anselmo Duarte: o homem da Palma de Ouro. São Paulo: Imprensa Oficial, 2004.
______. A aventura do cinema gaúcho. São Leopoldo: Unisinos, 2002.
______. Carlos Coimbra: um homem raro. São Paulo: Imprensa Oficial, 2004.

MORENO, Antonio. Cinema Brasileiro: história e relações com o Estado. Niterói: Universidade Fed. Fluminense, 1994.

MOTA, Regina. A épica eletrônica de Glauber: um estudo sobre cinema e TV. Belo Horizonte: UFMG, 2001.

NAGIB, Lúcia. O cinema da retomada: depoimentos de 90 cineastas dos anos 90. São Paulo: Editora 34, 2002. 

NASCIMENTO, Hélio. Cinema Brasileiro. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1981.

NAZÁRIO, Luiz. À margem do cinema. São Paulo, Nova Stella, 1986.

ORICCHIO, Luiz Zanin. Cinema de novo: um balanço crítico da retomada. São Paulo: Estação Liberdade, 2003.

PEREIRA, Geraldo Santos. Plano geral do cinema brasileiro: história, cultura, economia e legislação. [S.L.]: Borsoi, 1973. 

PFEIL, Antonio Jesus. Coisas nossas: vozes do primeiro musical brasileiro. Porto Alegre: Museus Hipólito José da Costa, 1995.

PIERRE, Sylvie. Glauber Rocha: textos e entrevistas com Glauber Rocha. Campinas: Papirus, 1996.

RAMOS, Fernão (org.). História do cinema brasileiro. São Paulo: Art, 1990.

REZENDE, Sidney (org.). Ideário de Glauber Rocha. Rio de Janeiro: Philobiblion, 1986.

ROCHA, Glauber. Revisão crítica do cinema brasileiro. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

__________. Roteiros do terceiro mundo. Rio de Janeiro: Alhambra, 1985.

RODRIGUES, José Carlos. O negro brasileiro e o cinema. Rio de Janeiro: Globo, 1988.

ROSSINI, Míriam de Souza. Teixeirinha e o cinema gaúcho. Porto Alegre: Proletra, 1996.

SINGH JUNIOR, Oseas. Adeus cinema: vida e obra de Anselmo Duarte, ator e cineasta mais premiado do cinema brasileiro. São Paulo: Massao Ohno, 1993.

SOUZA, Carlos Roberto de. Nossa aventura na tela: a trajetória do cinema brasileiro da primeira filmagem a 'Central do Brasil'. São Paulo: Cultura, 1998.

VIANY, Alex. O processo do Cinema Novo. Rio de Janeiro: Aeroplano, 1999.

XAVIER, Ismail. Alegorias do subdesenvolvimento: Cinema Novo, Tropicalismo, Cinema Marginal. São Paulo: Brasiliense, 1993.
___________. Sétima Arte: um culto moderno. São Paulo: Perspectiva, 1978.


Teoria do Cinema


ANDREW, J. Dudley. As principais teorias do cinema: uma introdução. Rio de Janeiro: Zahar, 1989.

DUBOIS, Philippe. Cinema, vídeo, Godart. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.

STAM, Robert. Introdução à teoria do cinema. Campinas: Papirus, 2003.

TUDOR, Andrew. Teorias do cinema. São Paulo: Martins Fontes, 1970.

XAVIER, Ismail. (org). A experiência do cinema: antologia. Rio de Janeiro: Graal-Embrafilme, 1993.


Montagem



DANCYGER, Ken. Técnicas de edição para cinema e vídeo: história, teoria e prática. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

LEONE, Eduardo; MOURÃO, Maria Dora. Cinema e montagem. São Paulo: Ática, 1993.

LEONE, Eduardo. Reflexões sobre a montagem cinematográfica. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

MURCH, Walter. Num piscar de olhos: a edição de filmes sob a ótica de um mestre. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.


Documentários

ALMEIDA, Manuel Faria de. Cinema documental: história, estética e técnica cinematográfica. Porto: Afrontamento, 1982.

LINS, Consuelo. O documentário de Eduardo Coutinho: televisão, cinema e vídeo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

PENAFRIA, Manuela. O filme documentário: história, identidade, tecnologia. Lisboa: Cosmos, 1999.

SOUZA, Hélio Augusto Godoy de. Documentário, realidade e semiose: os sistemas audiovisuais como fontes de conhecimento. São Paulo: FAPESP, 2002.

TEIXEIRA, Francisco Elinaldo (Org.). Documentário no Brasil:tradição e transformação. São Paulo: Summus, 2004.


Cineastas



1000 QUE FIZERAM 100 ANOS DE CINEMA. Rio de Janeiro: Três, 1995.

ARAUJO, Ignácio. Alfreed Hitchcock. 2.ª edição. São Paulo: Brasiliense, 1984.
____________. Hitchcock; o mestre do medo. São Paulo: Brasiliense, 1982.

BAHIANA, Ana Maria. A luz da lente. São Paulo: Globo, 1996.

BAXTER, John. Biografia: Fellini. Barcelona: Ediciones B, 1994.

BAZIN, André. Orson Welles. Lisboa: Livros Horizonte, 1991.

BJORKMAN, Stig. Woody Allen por Woody Allen. Rio de Janeiro: Nórdica, 1995.

BOGDANOVICH, Peter. Afinal, quem faz os filmes: conversas com Robert Aldrich, George Cukor, Allan Dwan, Howard Hawks, Alfred Hitchcock, Chuck Jones, Fritz Lang, Joseph H. Lewis, Sidney Lumet, Leo. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

CARVALHO, Mario Cesar. Carandiru: registro geral. São Paulo: Wide, 2003.

EWALD FILHO, Rubens. Dicionário de cineastas. São Paulo: L&PM, 1988.

EVORA, José Antônio. Tomás Gutiérrez Alea. Huesca: [s.n.], 1994.

FELLINI, Federico. Fellini por Fellini. Porto Alegre: L&PM, 1983.
______________. Fellini visionário. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

FERREIRA, Carlos Melo. O cinema de Alfred Hitchcock. Porto: Afrontamento, 1985.

GARCIA, Wilton. Introdução ao cinema intertextual de Peter Greenaway. São Paulo: Annablume-UniABC, 2000.

MACHADO, Arlindo. Sergei M. Eisenstein. São Paulo: Brasiliense, 1982.

MARTINS, Luiz Renato. Conflito e interpretação em Fellini:construção da perspectiva do público. São Paulo: Instituto Italiano di Cultura, 1993.

MATTOS, Carlos Alberto. Walter Lima Júnior, viver cinema. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2002.

NAGIB, Lúcia e PARENTE, André (org.). Ozu: o extraordinário cineasta do cotidiano. São Paulo: Marco Zero, 1990.

NAGIB, Lúcia (org.). Mestre Mizoguche: uma lição de cinema. São Paulo: Navegar, 1990. 

PEÑUELA CANIZAL, Eduardo (org.). Um jato na contramão: Buñuel no México. São Paulo: Perspectiva, 1993.

RAMOS, Jorge Leitão. Sergei Eisenstein. Lisboa: Livros Horizonte, 1981.

RENOIR, Jean. Escritos sobre cinema: 1926-1971. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.
____________. O passado vivo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991.

RICHIE, Donald. Os filmes de Akira Kurosawa. São Paulo: Brasiliense, 1984.

ROSSELINI, Roberto. Fragmentos de uma autobiografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1992.

TRUFFAUT, François. Hitchcock/Truffaut: entrevistas. 2.ª edição. São Paulo: Brasiliense, 1986.
________________. Os filmes da minha vida. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989.

XAVIER, Ismail. D. W. Griffith. São Paulo: Brasiliense, 1984.


Cinema e História


OSTERMANN, Nilse Wink. Filmes contam história. 2.ª edição. Porto Alegre: Movimento, 2003.

CASTRO, Nilo André Piana de (org.). Cinema e Segunda Guerra. Porto Alegre: UFRGS, 1999. 


Cinema e Psicanálise


METZ, Christian. O significante imaginário: psicanálise e cinema. Lisboa: Livros Horizonte, 1980.

PSICANÁLISE e cinema. São Paulo: Global, 1980.

SILVA FILHO, A. Carlos Pacheco E.. Cinema, Literatura, Psicanálise. São Paulo: E.P.U., 1988.

ZUSMAN, Waldemar. Os filmes que eu vi com Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1994.


Cinema e Semiótica


AUMONT, Jacques. O olho interminável: cinema e pintura. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.

BALOGH, Anna Maria. Conjunções, disjunções, transmutações da Literatura ao Cinema e a TV. São Paulo: Annablume, 1996.

LAHUD, Michel. A vida clara: linguagens e realidade segundo Pasolini. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

METZ, Christian. A significação no cinema. 2.ª edição. São Paulo: Perspectiva, 1977.

MORIN, Violette. Cinema, estudos de semiótica. Petrópolis: Vozes, 1973.

SEIXO, Maria Alzira (trad.). Análise semiológica do texto fílmico. Lisboa: Arcádia, 1979.

WOLLEN, Peter. Signos e significação no cinema. Lisboa: Livros Horizonte, 1984.


Cinema e Política


FURHAMMAR, Leif. Cinema e política. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

RAMOS, José Mário Ortiz. Cinema, estado e lutas culturais: anos 50/60/70. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

SIMIS, Anita. Estado e cinema no Brasil. São Paulo: Annablume, 1996.


'Estrelas' de Cinema


AGUSTI, P. Humphrey Bogart. Madrid: Edimat, 1998.

CAVALCANTI, Claudia. Leila Diniz. São Paulo: Brasiliense, 1983.

CRUZ, Adolfo. Ídolos da tela. 2.ª edição. Rio de Janeiro: Vecchi, 1959.

MORIN, Edgar. As estrelas de cinema. [S.L.]: Livros Horizonte, 1980.


Direção de atores


GERBASE, Carlos. Cinema: direção de atores: antes de rodar, rodando, depois de rodar. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2003.