UCS mantém 2º lugar nacional em Inovação e avança para 5º em Pesquisa entre as IES.

Assessoria de Comunicação UCS - 22/09/2016 | Editado em 05/10/2016

Posições se referem à classificação no Ranking Universitário Folha, principal levantamento sobre a Educação Superior no Brasil.

Instituto de Saneamento Ambiental.

Pelo quinto ano consecutivo, a Universidade de Caxias do Sul conquistou o 2º lugar nacional em Inovação, entre as instituições de Ensino Superior comunitárias e privadas, no Ranking Universitário Folha (RUF), o mais conceituado levantamento sobre a educação universitária do país. No mesmo segmento, a UCS avançou do 7º para o 5º lugar em Pesquisa – melhor posição desde a criação do ranking, em 2012 – entre 84 universidades. Divulgados no início desta semana, os dados completos podem ser acessados AQUI.

“A consolidação da nossa universidade como uma instituição inovadora diante de todo o país, e o avanço que estamos obtendo no critério de Pesquisa, sobretudo reafirmam a vocação da UCS como promotora do desenvolvimento por meio  da pesquisa científica, o que também reforça nosso compromisso com a busca da excelência para o atendimento das necessidades do mercado, da sociedade e, especialmente, das pessoas”, avalia, sobre os resultados, o reitor Evaldo Kuiava.

Como funciona o RUF

Pesquisadora do projeto Lagoas Costeiras, no Laboratório de Toxicologia e Limnologia.
Pesquisadora do projeto Lagoas Costeiras, no Laboratório de Toxicologia e Limnologia.

Elaborado anualmente pelo jornal Folha de S.Paulo, o ranking classifica as universidades públicas e as comunitárias ou privadas de todo o país a partir de uma nota composta pela análise de cinco critérios – Pesquisa Científica, Qualidade do Ensino, Mercado de Trabalho, Inovação e Internacionalização –, com pesos distintos na soma:

* Pesquisa Científica (42 pontos) –  Avalia a excelência da pesquisa científica realizada pelas universidades por meio de sete componentes, como número de trabalhos científicos publicados, quantidade de citações recebidas pelos artigos científicos e recursos captados pelas universidades em agências federais e estaduais de fomento à ciência.

* Qualidade do Ensino (32 pontos) – Considera três componentes quantitativos – proporção de mestres e de doutores no total docente; proporção de professores em dedicação parcial e integral; e desempenho do aluno calculado com base na nota do Enade –, além de pesquisa Datafolha com 2.125 docentes qualificados como avaliadores do MEC.

* Mercado de Trabalho (18 pontos) – Baseado em 5.975 entrevistas realizadas pelo Datafolha em 2014, 2015 e 2016 com profissionais de empresas, hospitais, consultórios, escolas e afins.

* Inovação (4 pontos) – Considera os pedidos de patentes das universidades de 2005 a 2014.

* Internacionalização (4 pontos) – Considera, em dois componentes, as citações internacionais recebidas pelos trabalhos acadêmicos das universidades brasileiras e a proporção de publicações em coautoria internacional no total de artigos acadêmicos publicados nos anos recentes.

Equipe de pesquisadores do Laboratório de Bioprocessos do Instituto de Biotecnologia
Equipe de pesquisadores do Laboratório de Bioprocessos do Instituto de Biotecnologia.

A UCS NO RANKING UNIVERSITÁRIO FOLHA 2016

Entre 84 universidades comunitárias e privadas

No país

– 2ª melhor do Brasil em Inovação (pelo quinto ano consecutivo)

– 5ª melhor do Brasil em Pesquisa Científica (melhor posição em cinco anos)

– 6ª melhor do Brasil na Classificação Geral

No Estado

– 2ª melhor do RS em Inovação

– 2ª melhor do RS em Pesquisa Científica

– 3ª melhor do RS na Classificação Geral


Entre 195 universidades em geral (incluindo as públicas federais e estaduais)

No país

– 30ª em Inovação

Pesquisadora no Laboratório de caracterização de Superfícies em Nanoescala.
Pesquisadora no Laboratório de Caracterização de Superfícies em Nanoescala.

– 58ª em Pesquisa Científica

– 42ª melhor na Classificação Geral

No Estado

– 5ª em Inovação

– 7ª em Pesquisa Científica

– 6ª melhor na Classificação Geral

Fotos: Claudia Velho