Logo UCS


O Parque


O Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade de Caxias do Sul (TecnoUCS) está alicerçado na competência científica e tecnológica de uma instituição de ensino e pesquisa que, desde a sua fundação em 1967, vem aperfeiçoando sua missão de produzir conhecimento com qualidade e relevância para o desenvolvimento sustentável.

Sua criação está fundamentada na expertise de centenas de pesquisadores que, a partir das primeiras pesquisas iniciadas na década de 1970, conduziram a Universidade à implantação, em 1993, do seu primeiro mestrado e, ao longo dos anos, vêm conjugando atividades de ensino na graduação e pós-graduação com a pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico em áreas estratégicas para o desenvolvimento econômico e social do país. Essa sinergia, além de colocar a Universidade de Caxias do Sul em lugar de destaque no cenário nacional, resultou na qualificação do ensino e da pesquisa; no crescimento da oferta de mestrados e doutorados; na geração de conhecimentos e tecnologias de interesse da sociedade, registrados como Patentes de Invenção e Modelos de Utilidade com registro no Instituto Nacional de Propriedade Industrial; e no fortalecimento de parcerias com o setor público e o setor empresarial em atendimento às demandas da sociedade.



Com essa base de sustentação, o Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade de Caxias do Sul reúne três unidades, localizadas em áreas descontínuas e em cidades distintas, onde a Universidade já está instalada: o TecnoUCS Vale do Caí, o TecnoUCS Caxias do Sul e o TecnoUCS Bento Gonçalves. Integram essas unidades, três incubadoras de base tecnológica: a Incubadora Tecnológica de Caxias do Sul, a Incubadora Tecnológica Vale do Caí, localizada no município de Bom Princípio, e a Incubadora Tecnológica de Bento Gonçalves.

Ao iniciar suas atividades em dezembro de 2015, o Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da UCS assume o compromisso de promover o avanço da cultura da inovação e do empreendedorismo. Atuando como articulador entre a Universidade, o setor público e o setor empresarial, responde pelo fluxo de conhecimento e tecnologia voltado para a geração de ideias inovadoras, para a solução de problemas das empresas e para a criação de produtos ou processos com potencial de se tornarem empreendimentos rentáveis e competitivos no mercado.

Com essa iniciativa, a Universidade de Caxias do Sul, acompanhando as tendências mundiais, propõe-se a atuar conjuntamente com os diferentes atores responsáveis pelo desenvolvimento regional, para criar uma nova matriz de produção e sustentabilidade conectada com a Ciência, com a Tecnologia e com a Inovação.

A criação do Parque está em consonância com as diretrizes do Plano de Desenvolvimento Institucional da Universidade de Caxias do Sul e vem confirmar e ampliar uma vocação já anunciada pelos seus fundadores, 50 anos atrás.

"A nossa universidade tem, como meta fundamental, uma integração perfeita com a região a que serve e em cuja finalidade foi criada, dentro da cultura e dos serviços a serem prestados à Nação e à Humanidade" - Trecho do discurso de posse do 1º reitor da Universidade de Caxias do Sul, Virvi Ramos, em 1967.

Ecossistema de conhecimento, empreendedorismo e inovação


De base científico-tecnológica, o Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da UCS integra um ecossistema de conhecimento, empreendedorismo e inovação que envolve uma rede de laboratórios com atuação em diferentes áreas de conhecimento; 16 Núcleos de Pesquisa e 18 Núcleos de Inovação e Desenvolvimento, ambientes nos quais estudantes de graduação e pós-graduação encontram as condições e a orientação para desenvolver seus projetos; e três incubadoras tecnológicas.

Recentemente, um novo elo desse ecossistema ganhou destaque e, novamente, colocou em evidência a capacidade inventiva de pesquisadores e estudantes da Universidade. Com a implantação do Programa de Empreendedorismo e do Projeto StartUCS, houve uma maior mobilização da comunidade acadêmica para a cultura da inovação e da formação para empreender, com iniciativas concretas voltadas para a geração de startups apoiadas pela Universidade. Outro ponto fundamental que caracteriza a capacidade empreendedora e a vocação da Universidade na criação do TecnoUCS é a geração de spinoffs, ou seja, a geração de startups provenientes das pesquisas realizadas na Universidade, que potencializam o aspecto inovador e de agregação de valor à aplicação do conhecimento criado em seus laboratórios.

Além das publicações científicas, da qualificação do ensino, e dos projetos de PD&I em desenvolvimento, um importante aferidor do nível de produção científico-tecnológica da Universidade é o seu Portfólio de Inovação, que reúne um significativo número de registros no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) de patentes de invenção e de modelos de utilidade nas áreas da Biotecnologia, Saúde, Engenharia e Informática, constituindo um acervo que passa a fazer parte do capital intelectual do Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade de Caxias do Sul para ser compartilhado com a sociedade.