Formação generalista amplia campo de atuação do farmacêutico formado pela UCS.

A formação generalista nos cursos de Farmácia tem pautado as discussões de currículos nas Instituições de Ensino Superior e auxiliado o futuro profissional a encontrar mais opções no mercado de trabalho. O farmacêutico era visto como aquele profissional que ficava atrás de um balcão, respondendo pela farmácia ou drogaria.

Na área criminalista
Atualmente, o farmacêutico está inclusive exercendo atividades na área criminalista, como é o caso de Denise Bizarro Kern Brandelli (foto à direita), 28 anos, formada pela UCS em janeiro deste ano. Em agosto, após passar em um concurso, iniciou seu trabalho no Departamento de Criminalística do Instituto Geral de Perícia (IGP), no Departamento Médico Legal, em Caxias do Sul. "Sempre sonhei em trabalhar nesta área criminalista. Me interessei pela toxicologia e a orientação recebida durante o curso, que prevê a formação generalista, me auxiliou muito na profissão. O ensino na área da toxicologia, medicamentos, anatomia e botânica foram fundamentais", enfatiza. Em seu trabalho como perita criminal no Departamento de Criminalística, Denise é a profissional que vai até o local do crime em busca dos vestígios da ocorrência.

Na pesquisa
Janine Boniatti, 24 anos, trabalha no Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), no Rio de Janeiro, uma unidade técnico-científica da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), que é um laboratório farmacêutico oficial vinculado ao Ministério da Saúde. Formada também em janeiro deste ano, Janine havia realizado o estágio de conclusão de curso na Farmanguinhos e hoje atua no Laboratório de Estudo de Estado Sólido do Instituto. A grade curricular do curso da UCS, considerada por ela bastante completa e que proporciona ao aluno conhecimento adequado, abrangendo as diferentes áreas de atuação do farmacêutico, é destacada por ela. "A infraestrutura, a dedicação dos professores qualificados e atualizados faz o curso de Farmácia da UCS muito bom". O Laboratório de Estudo de Estado Sólido, além de dar suporte técnico às diversas áreas de Farmanguinhos nas questões relacionadas ao estado sólido da matéria e à caracterização física de materiais, e realiza a prestação de serviços analíticos para instituições públicas e privadas.

O curso na UCS
As atividades no curso de Farmácia da UCS iniciaram-se em 2000. Segundo o coordenador, professor Leandro Tasso, "o curso está vivenciando um momento importante, que é a reformulação do plano de execução curricular para iniciar em março de 2010. O curso possui como eixo central na formação acadêmica a área de medicamentos, uma vez que esta é específica do profissional farmacêutico. Além desta área, o curso também contempla suas atividades nas áreas de análises clínicas e toxicológicas e na área de alimentos, focando na formação generalista e preparando o aluno para trabalhar nestas três áreas".

No Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), em 2007, o curso ficou em primeiro lugar entre os cursos de Farmácia das instituições privadas do Estado, "o que se reflete, também, na colocação de nossos egressos no mercado de trabalho. Como exemplo podemos citar alunos que estão empregados em locais que produzem medicamentos, alunos com cargos de coordenações em laboratórios e hospitais, alunos que já concluíram mestrado e outros que estão concluindo o doutorado, e alunos aprovados em concursos públicos. Isto muito nos orgulha e reflete no trabalho que o corpo docente, juntamente com a Instituição, está desenvolvendo", enfatiza Leandro Tasso.

Perfil do egresso
O farmacêutico é o profissional da área da saúde responsável pelo estudo dos efeitos e das reações que os medicamentos provocam em organismos vivos. Ele pesquisa e prepara medicamentos, produtos de higiene pessoal e cosméticos; controla produtos industrializados para saber se estão contaminados ou não; verifica se os medicamentos estão dentro do prazo de validade; realiza análises de materiais biológicos, auxiliando no diagnóstico de patologias e na toxicologia forense; presta orientação sobre o uso e a conservação dos medicamentos; atua na indústria alimentícia na produção e controle de qualidade dos alimentos; além de atuar na área de ensino, entre tantas outras possibilidades.

Os campos de atuação deste profissional são muitos, como por exemplo: laboratórios de análises clínicas e toxicológicas, órgãos de saúde e fiscalização, centros de hemoterapia e oncologia, farmácias de manipulação de alopáticos e homeopáticos, drogarias, indústrias de medicamentos e de alimentos, distribuidoras de medicamentos, hospitais públicos e privados, clínicas, universidades, centros de pesquisa, etc.

Fotos: Daiane Nardino

 
 
 
Últimas notícias